segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Clarice


Autoria: Clarice Lispector

''Olhe, tenho uma alma muito prolixa e uso poucas palavras.
Sou irritável e fico facilmente.
Também sou muito calmo e perdôo logo.
Não esqueço nunca.
Mas há poucas coisas de que eu me lembre.
Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir,
de entrar em contato...
Ou toca, ou não toca.
Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
depende de quando e como você me vê passar.''

''Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas,
das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas,
dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes…
tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer:-
E daí? Eu adoro voar!
Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre.
Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração.
Não me façam ser quem não sou.
Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente.
Não sei amar pela metade.
Não sei viver de mentira.
Não sei voar de pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra sempre''

'Meu Deus, me dê a coragem de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites, todos vazios de
Tua presença.
Me dê a coragem de considerar esse vazio como uma plenitude.
Faça com que eu seja a
Tua amante humilde, entrelaçada a
Ti em êxtase.
Faça com que eu possa falar com este vazio tremendo e receber como resposta
o amor materno que nutre e embala.
Faça com que eu tenha a coragem de
Te amar, sem odiar as
Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo.
Faça com que a solidão não me destrua.
Faça com que minha solidão me sirva de companhia.
Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar.
Faça com que eu saiba ficar com o nada e
mesmo assim me sentir como se estivesse plena de tudo.
Receba em teus braços meu pecado de pensar''.

'''Porque se olhares em mim verás...não sou tão má quanto pensas;
apenas não sou tão corajosa como imaginas...
pareço forte mais no fundo sou fraca fera porém sou bela,
 às vezes chata mais no meu íntimo há sentimentos diversos;
pareço metida porém se olhares em meu semblante com seu coração
verás apenas humildade; calma sempre...
posso até parecer solitária ...
é que realmente tenho poucos amigos...
a diferença é que os poucos que tenho não valem metade de um seu ..
.pense nisso!
depois me julgue.
lembre-se que se me julga pela aparência...
sou apenas o reflexo de sua ignorância''

''Renda-se, como eu me rendi.
Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei.
Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.
 Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso.
Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro''.

''Minha força está na solidão.
Não tenho medo nem de chuvas tempestivas nem de grandes ventanias soltas,
pois eu também sou o escuro da noite''.


''Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas
do que é passível de fazer sentido.
Eu não: quero uma verdade inventada''.


'Renda-se como eu me rendi.
Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei.
Eu sou uma pergunta.
 Abro o jogo!
Só não conto os fatos de minha vida: sou secreta por natureza. Há verdades''

''Minha alma tem o peso da luz.
Tem o peso da música.
Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita.
Tem o peso de uma lembrança.
Tem o peso de uma saudade.
Tem o peso de um olhar.
Pesa como pesa uma ausência.
E a lágrima que não se chorou.
Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros''.

Nenhum comentário:

Postar um comentário