quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Quem sabe...



Eles se conhecem a muito tempo,quando eles nem eram quem são hoje,
quando ela ainda era loira e ele era cabeludo e tocava em uma banda,
se conheceram em um dia de chuva,num final de tarde tedioso,onde parecia
que nada ia acontecer,mas aconteceu e tudo mudou deis de então.
Na época eles nem sabiam o que queriam ser,nem quem eram,mas
de certa forma ali,em meio a uma conversa sobre musica eles souberam
que seriam amigos até o fim.
Acho que no fundo eles se reencontraram,porque logo no primeiro instante
pareceu que já se conheciam de muito tempo,não se encontra alguém em que
você tenha tanta intimidade,tanta confiança,em que mesmo quando estão em silencio
não se torna embaraçoso,é difícil,mas eles tinham esse tipo de relação,esse tipo
de amor que no começo nem sabia que era amor,que resistiu a vida que os colocou
em lados opostos do pais,cada um vivendo sua vida,escrevendo sua história,mas que
tinha o ritual de se encontrarem no dia 26 de agosto de todo ano,no parque central
da cidadezinha onde moravam,é lá que desaguam suas frustrações,seus medo,mas também
e onde comemoram sua vitórias,suas alegrias,onde voltam a ser aqueles jovens despreocupados
de muito tempo atrás.
Mas é claro que são muito diferentes agora,ele já se casou duas vezes,e ela tem um filho de sete anos,
mas o sentimento que os uni também mudou durante esses anos todos,o que era amizade se tornou amor
e pra cada um,ele surgiu em um momento diferente,mas estava ali,era certo.
Estava escondido em cada silaba que um dizia para o outro,com medo de sair e destruir tudo
o que eles construíram em 17 anos de amizade,porque os dois já eram calejados pela vida,
já tiveram altos e baixos o suficiente.
e todas s conversas eram da seguinte forma:
Ele:Oi ''senti sua falta''
Ela:Oi como você está? ''senti sua falta''
Ele: Vou bem e você? '' mais estaria muito melhor com você''
Ela:Bem também,sempre ocupada ''queria que você estivesse aqui''
Ele:Eu também,fazer o que,mas me fala mais,o que tem feito... ''e que eu gostaria de estar perto..''
Ela: Ok,vou te contar tudo,mas também quero saber de você ''porque queria muito ter feito parte de tudo ''
E a conversa vai,sempre assim sem dizerem o que realmente querem dizer até que por fim,chega a hora
de cada um ir pro seu lado de novo:
Ele:Então tchau,até ano que vem... '' Eu te amo''
Ela:Tchau,se cuida  '' Eu te amo''
Eles trocam um abraço,e seguem seus caminhos,mas quem sabe um dia,
o amor vence esse barreira do medo
e os dois decidam trilhar o mesmo caminho,quem sabe...


Texto inspirado no livros e filme ''Um dia''

Nenhum comentário:

Postar um comentário