quarta-feira, 2 de abril de 2014

Café da manhã


Você sabe que eu não sou boa nessa coisa de romantismo,não sei
sou racional demais,calejada demais não consigo mudar,mas nós dois
sabemos que eu sei questionar,dizer que não está certo,você já me ouviu
diversas vezes,falar de meus antigos amores e de como foram erados,
esse é mais um defeito meu,lembrar mais das coisas ruins do que das boas
mas nisso eu tenho tentado mudar...um dia eu chego lá
Mas eu sinto de dizer algumas coisas pra você enquanto temos o hoje,
o agora,você sabe que eu escreve melhor do que falo,eis o motivo desse
texto...
Nosso começo foi desastroso,eu tenho mania de implicar com os outros e não
foi diferente com você,foi ódio a primeira vista,acho que já naquela época você
mexia comigo e não gostava dessa sensação de perder o controle,tivemos nossas
discussões,nossos atritos eu lembro hoje e dou risada.
Depois de um tempo viramos amigos,(se não pode com ele,junte-se a ele)não
tinha outra forma,estávamos no mesmo barco,passando por situações parecidas
tínhamos o mesmo grupo de amigos.
Lembro da  nossa primeira conversa séria,eu não queria dar o braço a torcer,
adora tirar um sarro da sua cara,mas você não desistia de ter um conversa seria
comigo,então você começou a me contar dos seus conflitos,o problema com sua
mãe etc.
Eu comecei a gostar disso sem perceber,gostava das nossas conversas regadas
a espetinho de frango,do som da sua voz,e das caretas que você fazia quando falava,
do jeito que mexia as mãos parecendo um tradutor de linguagem de sinas(rs)
mas não, eu não estava afim de você,ou pelo menos tentava acreditar nisso.
Todo mundo notou logo de cara,que a gente parecia um casal,que tínhamos tudo
a ver,afinal adorávamos fazer palhaçada e rir da cara do outro,gostávamos dos mesmos
assuntos,ficamos muito próximo sem nem notar.
Até que houve aquele café da manhã no meu quintal,preciso dizer que cafés da manhã são
muito especiais na minha família,e quando todo mundo se reunindo,conversa,da risada,
minhas melhores lembranças são de um café da manhã em família,e foi em um café da manhã
que as coisas mudaram entre nós,coincidência?acho que não...
Você estava triste quando chegou,tentou disfarçar,mas naquela altura eu já te conhecia pelo
olhar,nos conversamos sobre o futuro,nossos sonhos,então derrepente,você olhou pra mim,
com uma intensidade nunca antes vista,não sei quanto tempo ficamos nos encaram,e não teve
declarações de amor nem nada,mas foi ali que a barreira invisível foi quebrada,e nos olhamos
de um jeito diferente não eramos mais somente amigos e não dava mais pra negar,
acho que finalmentevimos o que todos viam,estamos apaixonados.
em pensar que a partir de alguns meses,todos os meus cafés da manhã serão ao seu lado,
meu melhor amigo,companheiro,cúmplice de travessuras,conselheiro,cozinheiro,o coração mais
generoso que eu conheço,o sorriso mais lindo,o olhar mais sincero,
O que quero dizer é que você e meu café da manhã completo com direito a panquecas,
e prometo valorizar cada segundo que temos,preciso dizer que te amo?


Nenhum comentário:

Postar um comentário